Jovem morre com doença conhecida como “doença da urina preta” e mãe relata: “Esse peixe matou minha princesa”.

Urgente! Governo confirma valor e data de pagamento de Auxílio Emergencial.
2 de março de 2021
Check-lis de viagem: o que é essencial?
3 de março de 2021

Jovem não resistiu a doença rara, ficou hospitalizada durante 14 dias em hospital particular em Recife

 

Durante a sua internação de duas semanas no Real Hospital Português(RHP), Pryscila Andrade, a jovem médica veterinária, de 31 anos, não resistiu com suspeita de Síndrome de Haff, conhecido como “doença da urina preta”. Internada na unidade hospitalar desde o dia 20 de fevereiro, a paciente apresentou complicações de saúde após ter ingerido Seriola Lalandi, mais conhecido como Arabaiana.

Flavia Andrade, a irmã de Pryscila, que também ingeriu o peixe Arabaiana, foi hospitalizada, mas foi liberada quatro dias depois porque apresentou sintomas mais leve. Betânia Andrade, a mãe de Pryscila Andrade, confirmou a morte da filha em entrevista concedida para à TV Jornal.

 

 

Popularmente conhecida como “doença da urina preta”, a Síndrome de Haff é uma enfermidade que consiste em rabdomiólise – a degradação do tecido muscular que libera uma proteína prejudicial no sangue.

A síndrome, inclusive, é geralmente associada à ingestão de crustáceos e, principalmente, pescados.

Entre os principais características da Síndrome de Haff, estão:

– Ocorrência súbita de extrema rigidez muscular
– Mialgia difusa (dor nos músculos)
– Dor torácica
– Dispneia (falta de ar)
– Dormência e perda de força em todo corpo
– Urina escura, semelhante à cor do café

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *