Se comova com essa triste notícia! Após realizar seu maior sonho, 10 dias depois mulher vem a falecer

Inacreditável! Homem sobrevivente do acidente do avião da Chapecoense escapa pela segunda vez da morte. Veja as fotos!!
4 de março de 2021
ONDE IR: MARAGOGI
8 de março de 2021

Adarlele Ribas Andrade de Lara, de 26 anos, caçula de 5 irmãos, conseguiu realizar seu maior sonho da vida casando-se com o Ruan Pablo de Lara, de 27 anos, no dia 06 de fevereiro de 2021, na Paróquia Nossa Senhora da Salette, em União de Vitória, no sul do Paraná. Na cerimônia do grande SIM, estava ao lado, sua mãe, seus irmãos, familiares e amigos próximos, onde puderam presenciar seu sonho sendo realizado, porém, alguns dias depois aconteceu o inesperado.

A mãe da Adarlele, dona Lúcia Glaab de Andrade, de 60 anos, relatou muito emocionada que a filha ‘rezou o Pai Nosso e Ave Maria e cantou pra mãezinha do céu duas vezes, ao iniciar a terceira, deu o último suspiro e se foi’. Exatamente 10 dias após o seu casamento, Adarlele acabou falecendo.

 

Sendo direcionada ao altar numa cadeira de rodas para a sua cerimônia matrimonial , devido ao câncer do qual se considerava curada pela terceira vez, todas as pessoas presentes se emocionaram ao ver a Aderlele entrando na igreja com o sorriso contagiante.

Anteriormente aos 7 anos de idade, Ada enfrentou um tumor nos rins com bravura e também já se considerava curada de outro tumor no braço esquerdo que acabou deixando-a impossibilitada para move-lo, foi quando aos 23 anos acabou conhecendo seu futuro esposo.

 

 

O primeiro sinal de um novo câncer foi descoberto com uma bolinha na testa. No diagnostico dos médicos foi relatado uma metástase do tumor, em agosto de 2020. E o câncer já tinha espalhado para a cabeça, na coluna e na bacia.

Em lágrimas o viúvo disse:

             “Desistir jamais. Nunca passou nem pela minha cabeça nem pela dela. Ela lutou até o fim. A gente sempre acreditou no milagre”.

Tudo ocorreu muito rápido, logo após o casamento que ocorreu em um sábado a noite, na terça-feira Ada ainda estava bem, porém, na quarta-feira ela começou a se sentir mal e os remédios não estavam mais surtindo efeitos, quando então foi levada de ambulância para uma consulta em Curitiba, que ficou internada e na semana seguinte acabou falecendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *